Mente descansada, memória afiada, físico bem disposto, tudo isso são consequências de uma noite bem dormida. Muito se fala na importância de termos uma boa noite de sono, mas, de fato, quanto tempo exatamente precisamos dormir para que isso aconteça?

Estudos mostram que um adulto saudável passa por cinco ciclos de sono enquanto dorme, sendo que cada um deles tem uma duração média de 90 minutos. Por isso, ouvimos tanto que a recomendação de 7h30 a 8h de sono por noite é a ideal. Entretanto, cada pessoa tem um período particular de descanso e é importante descobrirmos isso de forma pessoal.

A diretora de medicina comportamental do sono do Centro Médico Montefiore, da Faculdade de Medicina Albert Einstein, nos Estados Unidos, Shelby Harris, explicou que a maioria das pessoas precisa de 6 a 9 horas de sono por dia. Reparem que a diferença é grande – essa variação chega a 3 horas – e por mais que os cientistas ainda não tenham determinado por que isso acontece, Shelby garante que a genética exerce um grande papel nessa definição.

“O sono é crucial e não dormir o suficiente é prejudicial à sua saúde”, enfatizou a diretora. Uma vez que entendemos que não dá para ter horas de sono de menos e que o número é diferente para cada indivíduo, é preciso descobrir quanto tempo, de fato, nós precisamos dormir. Como não podemos simplesmente adivinhar ou ir testando uma quantidade diferente de horas a cada noite, é possível fazermos um cálculo para chegar bem próximo ao número exato.

Seguindo os quatro passos a seguir, ensinados pela especialista Shelby Harris, chegaremos ao número de horas por noite que precisamos descansar:

1 – Quando tivermos um período longo de férias, devemos reservar toda a primeira semana de descanso para realizar o teste.

2 – Desde o primeiro dia, devemos nos esforçar ao máximo para dormirmos nos mesmos horários todas as noites. Além disso, devemos anotar o horário que acordarmos naturalmente em todos esses dias.

3 – Com os dados do horário em que fomos dormir e do horário em que despertamos, precisamos calcular quantas horas dormimos por noite no quarto, no quinto e no sexto dia. De acordo com Shelby, não devemos fazer o cálculo dos três primeiros dias, pois há chances de que tenhamos dormido além da conta, devido à semana anterior em que precisamos levantar mais cedo.

4 – Por último, é só dividirmos o número obtido por três e teremos o resultado.

Por exemplo: se fomos dormir à meia-noite todos os dias e levantamos às 9h no quarto dia, às 8h no quinto dia e novamente às 9h no sexto dia, o número de horas de sono que nós precisamos ter por noite é, aproximadamente, 8h30.

Com esse dado em mãos, é possível organizarmos nossa rotina para que esse número seja atingido na maioria das nossas noites de sono. Com certeza colheremos benefícios dessa medida e, além dos nossos dias se tornarem mais produtivos, nossa qualidade de vida como um todo se tornará melhor.

Vale lembrar que, se mesmo após uma noite de sono dormida o suficiente, ainda assim nos sentirmos sonolentos, é importante buscarmos auxílio médico para descartar a hipótese de outros distúrbios.

Para finalizar, especialistas também nos dão dicas sobre como obter um sono saudável:

 

  • Manter um horário fixo para dormir, mesmo nos fins de semana.
  • Ter uma rotina para dormir.
  • Exercitar-se diariamente.
  • Garantir condições ideais de temperatura, ruído e luz no quarto.
  • Dormir em um colchão e travesseiros confortáveis.
  • Ter cuidado com a ingestão de álcool e cafeína.
  • Desligar aparelhos eletrônicos antes de dormir.
  • Usufruir de métodos relaxantes antes de dormir (cromoterapia, vibroterapia, música, leitura de livros, etc.)